Seja Bem Vindo, 26 de Junho de 2017

História de Novo Mundo

João Carlos Vicente Ferreira (Escritor)

O território do atual município de Novo Mundo foi habitado imemorialmente por nações indígenas, especialmente povos Xinguanos. No tempo da entrada dos brancos, para estabelecimento de colonização moderna, foi encontrado o povo Kreen-aka-rorê. 

Os projetos de colonização, com incentivos do governo estadual e federal entravam em fase de execução e a pressa empurrava os trabalhadores a executarem uma penetração em ritmo acelerado. 

Fator determinante para o povoamento desta região foi a abertura da BR-163, rodovia Cuiabá-Santarém, em cujas margens proliferaram inúmeros núcleos de colonização, dos quais, alguns tomaram-se grandes cidades. 

A região onde está assentado o município de Novo Mundo é muito rica em minérios. A exemplo do que ocorreu nas circunvizinhanças, o ouro foi encontrado abundantemente em seu solo. 

O começo da povoação foi a partir de uma corruptela garimpeira. Houve acentuada procura pelo minério a partir de 1979-1980, com a vinda de muitas famílias na região. 

Posteriormente, visto que eram na verdade, imensos vazios demográficos, onde o elemento humano nativo já havia sido expulso, optou-se pela vinda de famílias de colonos agricultores, mormente vindas do sul do país. Grande parte provinha de terras paraguaias. Eram os brasiguaios. 

O assentamento foi executado pelo INCRA. 

O garimpo tomava conta de tudo. Era de rio e de sequeiro. No início muitos agricultores debandaram-se para esta atividade, por vezes era mais rendosa. Pelo menos a esperança era maior. Achar uma pepita descomunal era o sonho dos garimpeiros, mesmo para aqueles ainda inexperientes.

Com o tempo a atividade garimpeira tomou-se cara, pouca gente se aventurava a investir “tudo que tinha”. Muita gente quebrou. Passou então, a ser um mau negócio para muitos. O colono voltou a suas origens, mas nem todos. 

A denominação do novo município, segundo o Sr. Cláudio da Cunha Barbosa, ex-prefeito municipal, e referência a mineradora Ouro Novo. Mais tarde, em roda de amigos, um grupo de “homens bons” da localidade sugeriu a denominação Novo Mundo, que designava um novo Eldorado, um mundo novo. 

Pode haver, no entanto, uma ligação com a cidade de Mundo Novo, em Mato Grosso do Sul, visto que muitos colonos do Projeto de Assentamento Braço Sul, vieram daquele município. 

“Em maio de 1983, chegou o restante dos colonos que haviam ficado no Paraguai e em Mundo Novo – MS, aguardando decisão do INCRA para ocuparem seus lotes e completarem o número de 500 famílias a serem assentadas neste projeto. O PAC/BRAÇOSUL esta situado em plena região de garimpo e isto tem influencia na agricultura da região. Como exemplo pode-se citar a escassez e o alto custo da mão-de-obra, o abandono da lavoura para exercer as atividades no garimpo, que acaba revolvendo os solos das baixadas onde estão situadas as áreas de maior fertilidade, e conseqüentemente de maior produtividade.” – A Colonização Oficial em Mato Grosso – Editora da UFMT, p.90. 

A maioria dos habitantes do Novo Mundo é originário de estados do sul do Brasil. 

Nominam-se famílias pioneiras as de Cláudio Barbosa, Leônidas Alves, Cláudio da Cunha Barbosa, Antonio Alves da Silva – popular Cacheado e tantas outras. 

A lei nº6.685, de 17 de novembro de 1995, de autoria do deputado estadual Jorge Yanai, criou o município de Novo Mundo: 

“A Assembléia Legislativa do Estado de Mato Grosso, tendo em vista o que dispõe o artigo 42 da Constituição Federal, aprova e o governador sanciona a seguinte lei: 

Artigo nº1 – Fica criado o município de Novo Mundo, com sede na localidade do mesmo nome, com área desmembrada do município de Guarantã do Norte. 

Artigo nº2 – O município de Novo Mundo é constituído de um só distrito, o da sede. 

Artigo nº3 – Os limites do município ora criado são os seguintes: 

“Manoel; segue pelo Rio Cristalino acima até a barra do Córrego Cristal; segue por este acima até atingir a linha interestadual Mato Grosso/Pará; deste ponto segue pela referida linha no sentido oeste-leste, até atingir o Rio Braço Norte; daí segue por este rio abaixo até sua barra no Rio Teles Pires ou São Manoel; segue por este rio abaixo até a barra do Rio Cristalino, ponto de partida”. 

Artigo nº5 – O município ora criado será instalado com a posse do prefeito, vice- 
prefeito e vereadores, cuja eleição será simultânea com a daqueles municípios já existentes”. 

A instalação oficial deu-se no dia 1º de janeiro de 1997, com a posse do primeiro prefeito municipal eleito, Sr. Cláudio da Cunha Barbosa e seu vice Sr. Edemar Squena, ambos pefelistas. Nesta ocasião tomaram posse os primeiros vereadores eleitos para a Câmara Municipal de Novo Mundo. 

São eles

Artur Luiz Borré, Carlos Fernandes Soares de Melo

Carlos Garcia de Souza, Júlio Cérsa Lucas

Jair Ramos Machado, João Antonio Savedra Neto

Martinho Philippsen, Vera Lucia Fontoura Fernandes

Vilmar Bosa.